Central de Notícias

Até o final de outubro, mais de 60 mil pessoas foram vacinadas contra a febre amarela

Publicado em 01/11/17 08:55 AM

A Secretaria de Saúde de Caieiras, por meio da Vigilância Epidemiológica, tem intensificado a vacinação da febre amarela dia a dia, desde o início de agosto de 2017, quando a ação foi iniciada, tendo como primeiro bairro atendido a Calcárea.

Existem dois tipos de Febre Amarela: a Silvestre, transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, e Febre Amarela Urbana, a qual não há mais registros de casos desde 1942, e é transmitida pelo tão famoso Aedes aegypti, também transmissor da dengue.

Esse mosquito transmissor da Febre Amarela Silvestre vive em matas e vegetações à beira dos rios, por isso, os principais e mais infectados acabam sendo os macacos, que dividem o mesmo habitat. Porém, os macacos, assim como, nós humanos, sofrem com a doença e não são os causadores da mesma.

A única forma de prevenção da Febre Amarela é pela vacinação, por isso a sua importância e a intensificação, que vem sendo realizada pelas equipes da Vigilância Epidemiológica de Caieiras, passando bairro a bairro da cidade.

Todas as pessoas, a partir de 6 meses de idade, podem ser vacinadas, exceto: gestantes, mulheres amamentando (crianças de até 6 meses), pessoas alérgicas a ovo, pessoas com sistema imunológico deprimido em razão de doença ou tratamento.

Para essas pessoas que não podem ser vacinadas, é recomendado o uso de repelentes. Procure um postinho de saúde para se informar quanto a disponibilidade do repelente entregue gratuitamente.

Caieiras, segundo o IBGE, tem 98.223 pessoas, e até o presente momento, 63% dessa população já foi vacinada, ou seja, 60.880 pessoas. Não é preciso se alarmar, já que uma vez vacinado, a pessoa está imune a doença, a partir de 15 dias após a aplicação.

Os sintomas da Febre Amarela Silvestre, são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). É preciso ficar atento, já que muitos dos sintomas se assemelham muito ao da dengue e ao da gripe.

Para novas atualizações, informações sobre locais de vacinação e horários, fique atento ao Facebook da Prefeitura de Caieiras, ao Site da Prefeitura de Caieiras (caieiras.sp.gov.br), ou entre em contato com a própria Vigilância Epidemiológica, pelo número: 4442-5236.

Caso encontre um macaco morto, apenas morto, entre em contato no número acima ou com a Vigilância Sanitária pelo telefone 4442-4749/4445-1146, com a Guarda Municipal, através do número: 4605-2098/ 153 - Urgência, ou Defesa Civil: 4605-4411.

E lembre-se: o macaco é tão vítima quanto nós humanos!

  • Compartilhe