Central de Notícias

Projeto socioeducativo "O Uirapuru Mirim", realizado em parceria com a Secretaria da Cultura e Esportes e a empresa UVS Essencis Caieiras, traz resultados

Publicado em 07/08/18 08:58 AM

O Uirapuru Mirim bateu asas e fez pouso em 09 de maio, sendo recebido com muito carinho pela Secretaria da Cultura e de Esportes, população e Centro de Artes e Esportes Unificados – Pastor José Silva, no bairro Jardim dos Eucaliptos em Caieiras, onde ele é realizado todas as quartas-feiras, das 14h às 17hs.

Em agosto comemora-se com muita cultura, arte e aprendizado o início do quarto mês deste projeto social, multidisciplinar, de arte-educação e conscientização ambiental “O Uirapuru Mirim”, da Associação Irmãs Auxiliadoras Déias do Brasil, com apoio e patrocínio da UVS ESSENCIS Caieiras.

O Projeto Uirapuru Mirim acontece em mais quatro localidades e, em Caieiras pela Essencis, atende um grupo de 28 crianças entre 7 e 16 anos, que já tiveram aula de serigrafia, estampando a própria mochila, pintura em tecido, colorindo a camiseta uniforme do projeto, de desenho e ilustração, jogos teatrais e de improvisação, palestras sobre meio ambiente gerando aprendizagens extensivas às famílias, pois já estimulam a reciclagem em casa, com seus pais e irmãos, trazendo os materiais separados no dia do Uirapuru Mirim e entregando com orgulho.

Inspirado na Lenda do Pássaro Uirapuru, muito conhecida no folclore nacional brasileiro, tido na lenda como mágico, cantor e encantador pelo seu canto inigualável, simboliza sorte também ao que o projeto objetiva oferecer às crianças participantes, carinhosamente chamadas de “Uirapurecos de Caieiras”.

Através de aulas de pertencimento, o projeto ensina artesanato sustentável, desenho, exercício literário, teatro, canto, música e dança, descobertas e ensinamentos contextualizados em oficinas práticas que embora singulares em seu aprendizado diário, quando somadas, culminarão na montagem de um espetáculo de Teatro Musical, cuja apresentação já está marcada para acontecer no Teatro Municipal de Caieiras em 06 de dezembro.

“Imaginem quando ouvimos espontaneamente de uma “Uirapureca”, a Marina Dias Oliveira, de 10 anos, que abraçando a professora declara e agradece dizendo: “ - Quando entrei aqui a primeira vez e minha mãe foi embora, fiquei nervosa e com vontade de chorar... mas aí você me disse que ia ser incrível e que tinha certeza de que eu conseguiria. E eu consegui! Estou muito feliz hoje de estar no projeto Uirapuru Mirim!”

“ Não é de fazer desafinar o pássaro Uirapuru , tamanha emoção? Como eles sempre dizem: Hashtag (#) Uirapuru Mirim!” concluiu Andréa Sargentelli, da ONG Déias do Brasil.

  • Compartilhe